segunda-feira, outubro 05, 2015

Cansada....

Ando cansada....
Ando sem paciência para os Seres Humanos.
Ando cansada de ter sempre dedos apontados.
Ando cansada dos julgamentos.
Ando cansada...

Irrita-me a minha pessoa. Sim, ando irritada comigo mesma.
Ando irritada porque tinha prometido a mim mesma que ia controlar a minha impulsividade. Falhei. Não há pior coisa do que falhar comigo mesma....
Quanto mais me dou pior fico.
O Ser-Humano só sabe ver os defeitos dos outros.
Eu tenho muitos....não preciso que ninguém me diga. Sou a primeira a dizê-lo.
Se me orgulho? Não.
Porque alguns desses defeitos podiam já nem sequer existir. Prometi a mesma. Falhei.
Sou do contra. Gosto de testar o Ser-Humano.
Esqueço-me sempre é que pode ir contra as minhas espectativas. 

Porque é que adoro andar sozinha?! Porque sem dúvida é a minha melhor companhia.

Os meus Animais?!  Fiéis.

Estou cansada......

3 comentários:

Barbara disse...

Olá, tudo bem?
Por algum motivo, não sei explicar qual, mas aqui fiquei.
Aqui me vi em suas linhas de sentimentos descritos. Claro que existe as particularidades,mas no mais, eu me vejo também nas entrelinhas.
Foi magnético mesmo.

disse...

Olá bárbara
Seja bem vinda! Sente-se e beba uma chá 😊
Acho que todos nós em alguma parte da nossa vida chegamos a "este" ponto!
Às vezes ficamos cansados.....

Barbara disse...

Oi, Bom dia!

Sinceramente? Achei que por algum motivo não fosse ler, mas que bom que leu.
Obrigada!

Verdade, sempre vão existir momentos em que sentimos um peso muito grande, e na maiorias das coisas percebemos que muito do que ainda seguramos nos "braços" é desnecessário.
Claro que nem em todos os momentos são desta forma, mas também não podemos negar que é fato.

A sensibilidade de conseguir ver o "outro" além do perceptível não é pra todos, e só conseguimos ver desta forma quando entendemos que devemos olhar pra gente antes de mais nada. Não te conheço, não sei nada sobre você, mas a tua forma de expressar e descrever sentimentos te apresenta como um ser que, mesmo sensível, possui muita força interior.

Um abraço, e mais uma vez, muito obrigada!